Bagagem em viagem rodoviária e aérea

bagagem aeroporto
RODOVIÁRIO                          ônibus.
No transporte rodoviário, o passageiro deve lembrar de identificar a mala por dentro e por fora com o nome da cidade de origem e de destino. Documentos pessoais e objetos de valor, como joias, celulares e computadores devem ser transportados na bagagem de mão.
Cada passageiro  tem direito de transportar, gratuitamente:
  • No bagageiro (compartimento externo do veículo): até 2 volumes com um máximo de 30 quilos de peso no total, e volume máximo de 300 (duzentos e quarenta) decímetros cúbicos e 1(um) metro na maior dimensão;
  • No porta-embrulhos (compartimento situado acima das poltronas): até 5 quilos.

Excedido o peso estipulado, o passageiro deve pagar um multa de 0,5% do valor da passagem (valor do serviço convencional) para cada quilo de excesso de bagagem.

 

Danos e extravio:

Os volumes acomodados no bagageiro são de responsabilidade da empresa rodoviária, que deve protegê-los contra danos e extravios. Para tal, deve destacar um funcionário para receber e devolver estes objetos e, na falta deste, a atividade é de responsabilidade do motorista. Ao depositar a bagagem no compartimento o passageiro deve receber um comprovante que deve manter consigo até a retirada dos volumes do bagageiro no final da viagem.
Em caso de dano ou extravio, o passageiro deve comunicar o problema logo ao final da viagem, registrando a reclamação em formulário indicado pela empresa responsável pelo transporte. As transportadoras serão responsáveis por indenizar os clientes que tiverem a passagem extraviada ou danificada no prazo de 30 dias a partir da data de reclamação. A indenização é calculada de acordo com a tarifa do serviço convencional, podendo chegar até: 3 mil vezes o coeficiente tarifário para casos de danos e 10 mil vezes o coeficiente tarifário em caso de extravio.

Em caso de extravio das malas, o passageiro deve registrar a ocorrência na empresa e entrar em contado imediatamente com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).
ônibus..

 

AÉREO                                                  extravio bagagem..
No transporte aéreo, malas, sacolas, pacotes ou bolsas de mão também devem ser identificadas, com nome, endereço completo e telefone.

Após o check-in, a empresa aérea torna-se responsável pela sua bagagem e deve indenizá-lo em caso de extravios ou danos.

Nas aeronaves com mais de 31 assentos, cada passageiro (adulto ou criança) tem direito a 23 quilos de bagagem. Pode-se despachar mais de um volume, desde que o peso total não ultrapasse esse limite. Para aeronaves de até 30 assentos são permitidos 18 quilos, e para aeronaves de até 20 assentos, dez quilos. Artigos esportivos em geral (prancha de surfe, bicicleta, etc.), instrumentos musicais e outros tipos de bagagem especial devem estar incluídos na franquia, da mesma forma que a bagagem comum.
Bagagem de mão
Para as aeronaves com mais de cinquenta assentos, o peso total não pode exceder cinco quilos e a soma das dimensões da bagagem (comprimento + largura + altura) não deve ultrapassar 115 centímetros. É recomendável que objetos de valor sejam carregados como bagagem de mão.

A resolução da Anac  n° 207/2011 dispõe sobre os procedimentos de inspeção das bagagens de mão e o que deve ser despachado.

A inspeção é feita em passageiros e suas bagagens de mão para prevenir o embarque com armas, explosivos, artefatos ou agentes químicos, biológicos, radioativos, nucleares ou substâncias e materiais proibidos.

bagagem de mão
Nos embarques para o exterior, são observados padrões internacionais, conforme o país de destino. Nesse caso, o transporte de líquidos, inclusive de gel, pastas, cremes, aerossóis e similares deve ser feito em embalagem máxima de 100 ml. Para facilitar a inspeção, o frasco deve ser envolvido em uma embalagem plástica transparente, que possa ser fechada, com capacidade máxima de um litro e dimensões de 20 x 20 cm. Medicamentos com prescrição médica, alimentação de bebês e líquidos de dietas especiais não entram nessa restrição, mas devem ser transportados na quantidade necessária e prescrita para o tempo de duração do voo e eventuais escalas.

De acordo com a ANAC – Agencia Nacional de Aviação Civil pode ocorrer três distintos problemas com sua bagagem: Extravio, danos e furto.

Bagagem violada

Não são raros os casos em que a bagagem é violada com todo cuidado, itens valiosos furtados e a mala é fechada e colocada na esteira como se tivesse chegado intacta. O viajante por vezes nem percebe a violação e só dá pela falta dos pertences quando chega em casa ou no hotel.

Muitas queixas são feitas diretamente na Polícia no aeroporto, mas os números podem ser muito maiores do que os que são divulgados.


bagagem violada

Procure a empresa aérea para relatar o fato logo que constatar o problema, preferencialmente ainda na sala de desembarque. Esse comunicado por escrito poderá ser registrado na empresa em até 7 dias após a data de desembarque.

Furto de bagagem

Procure a empresa aérea e comunique o fato, por escrito. A empresa é responsável pela bagagem desde o momento em que ela é despachada até o seu recebimento pelo passageiro. Além disso, registre uma ocorrência na Polícia, autoridade competente para averiguar o fato.

1

Extravio de bagagem

Caso sua bagagem seja extraviada, procure a empresa aérea preferencialmente ainda na sala de desembarque ou em até 15 dias após a data do desembarque e relate o fato em documento fornecido pela empresa ou em qualquer outro comunicado por escrito. Para fazer sua reclamação, é necessário apresentar o comprovante de despacho da bagagem. Caso seja localizada pela empresa aérea, a bagagem deverá ser devolvida para o endereço informado pelo passageiro. A bagagem poderá permanecer na condição de extraviada por, no máximo 30 dias (voos nacionais) e 21 dias (voos internacionais). Caso não seja localizada e entregue nesse prazo, a empresa deverá indenizar o passageiro.

extravio bagagem....


Observação:
1- Mesmo a bagagem sendo encontrada e devolvida após o extravio, o consumidor tem direito a receber uma indenização por todo o estressee abalos de natureza psicológica que tenha vivenciado por culpa da companhia aérea que descumpriu o contrato de transporte.
2-em qualquer um dos casos acima, lembre-se de guardar as passagens aéreas e o comprovante de despacho da bagagem. Não esqueça também de se dirigir imediatamente ao guichê da companhia aérea ou ao posto da ANAC dentro do próprio aeroporto e fazer a reclamação, sempre pedindo uma cópia desta reclamação para posteriormente ser ressarcido..
No site do Aeroporto de Guarulhos há boas dicas quanto a evitar, ou dificultar, que as bagagens sejam violadas . ( http://www.aeroportoguarulhos.net/dicas-de-viagem/20-dicas-essenciais-na-seguranca-com-suas-malas-e-demais-bagagens). Vejamos:

Como dificultar a ação dos ladrões de bagagens

Antes de sair de casa ou do hotel

1. Malas sofisticada chamam mais atenção, sobretudo as novas e de grife. Dispense que até sua mala seja símbolo de status, pense bem, a conta pode ser mais cara .

2. É bom sinalizar cada mala com fitas coloridas, lenços decorados e adesivos para facilitar sua identificação visual. Isso diminui as chances de alguém levá-la por engano são menores.

3. Malas pretas com rodinhas chamam menos atenção, justamente essas são grandes alvos de bandidos. Portanto, considere comprar uma bagagem de cores chamativas, faça sua mala chamar atenção ou decore a sua com fitas e acessórios coloridos. Outra boa opção é utilizar capas coloridas disponíveis no mercado, além de proteger as malas, adicionam outros recursos de segurança à bagagem.

4. Ítens mais valiosos devem ir para o fundo da mala. Bandidos geralmente tem poucos minutos para realizar os furtos, é normal que tendam a subtrair o que está por cima ou nos bolsos.

5. Uma técnica muito boa para disfarçar produtos de valor é acomodá-los em embalagens que não despertam a atenção. Bolsas térmicas, caixas de chocolate, fralda de bebê, são ótimos “disfarces”.

6. Use TAGS, são aquelas etiquetas ou adesivos que vão com seu nome, endereço e telefone. Isto ajuda na localização, no caso de extravio.É preciso lembrar que nem todo mundo é mal intencionado, alguém que tenha extraviado a mala por engano ou encontrado, pode te localizar.

7. Se preferir despachar equipamentos ou produtos eletrônicos de valor, é bom tirar fotos dos produtos antes. Isto ajuda a comprovar o valor da sua bagagem caso precise acionar o seguro ou entrar em uma possível ação judicial.Notas fiscais dos produtos adquiridos na viagem também servem como avaliação, guarde as notas consigo.

8. Para dispersar a atenção dos bandidos, tire os produtos comprados da caixa e suas etiquetas, mesmo nos presentes para a família e os amigos, os ladrões preferem os produtos novos.

9. Não coloque objetos de valor, como joias, dinheiro e cartões de crédito não devem ir em malas despachadas. estes pertences devem ser transportados na bagagem de mão. O mesmo vale para eletrônicos, como máquinas digitais, notebooks e smartphones, produtos muito visados.

10. Sempre que possível, viaje só com a mala de mão. Carregar um excesso de tralhas só torna a viagem mais cansativa e exige muito mais cuidados, condidere adquirir algumas coisas no lugar de destino, frequentemente os preços são até melhores.

11. Sempre que possível, prefira os voos diretos.Escalas e conexões, aumentam as chances de extravios e roubos.

No aeroporto

12. É possível declarar à empresa aérea os itens contidos na mala despachada e seus respectivos valores, isso ainda no check-in. O atendente fica com uma cópia da lista e entrega outra assinada ao passageiro. Nesse caso, a empresa aérea poderá verificar o conteúdo listado e cobrar um adicional sobre o valor declarado.

13. Se possível plastifica a mala para garantindo um extra de segurança.A embalagem plástica rouba tempo que para os bandidos é preciso.

14 Não confie apenas nos cadeados, bandidos violam facilmente.Capas, embalagens adicionam são bem-vindas.

15. Nunca descuide da mala em nenhum momento, são nas pequenas distrações que os bandidos agem.

16. Vá direto para a esteira ao desembarcar do avião. Uma mala rodando várias vezes sem ninguém para pegá-la é um alvo fácil.

17. Check-ins nos últimos minutos aumentam a chance de confusão e a mala ser enviada para outro destino.Hoje em dia há inúmeros recursos de check-in antecipado e você pode passar no guichê apenas para despachar a bagagem.

18. Ao despachar, certifique-se de que sua mala foi identificada para o destino correto.

19. Ao recuperar sua mala na esteira, abra-a e confira se nada foi furtado, ainda que não haja sinais de que foram abertas. As empresas aéreas não aceitam reclamações depois que você sair da sala de desembarque.

20. Preste queixa imediatamente ao perceber a falta de algo, perder minutos indignando-se pode tornar mais difícil a localização de marginais.

viagem 6

Deixar um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *